sábado, 18 de fevereiro de 2012

O Teu Lugar É Comigo...

Será a dor assim tão relativa? Tratar-se-á de algo cuja mente possa controlar?
Se realmente é, a minha não tem a capacidade de o fazer.
Desde que partiste que a tua ausência me provoca um enorme e constante vazio que me corre pelas veias, atingindo-me no coração. A cor esvaiu-se do meu mundo tão rápido como a chuva cai do céu. Vejo-te em sonhos, tão bela como quando te vi pela última vez. O teu cabelo loiro brilha sob a luz do Sol e da Lua; os teus olhos azuis transmitem amor e inocência e a tua pele, branca como a areia dos grandes desertos, é pura e límpida.
Cada vez que me lembrava do teu rosto era impossível não derramar uma única lágrima. Chorava para que, com toda a dor que sinto, os Céus me devolvessem aquilo que para mim, era a vida. O teu lugar é comigo, eu tenho que tomar conta de ti.
Tomando a consciência do absurdo que tinha pensado, floresceu nos meus lábios um sorriso bastante irónico. Era impossível isso acontecer...

4 comentários:

  1. Oláa primo, obrigada pelo teu concelho, vou tentar fazê-lo :)
    O texto vou escrevê-lo sim! Assim que tiver tempo, assim que o fizer notifico-te logo :P
    Beijinhos obrigada :)

    ResponderEliminar